Saúde e Ciência

Fiocruz diz que taxa de letalidade da Covid no Brasil aumentou para 4,2% em março

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) afirmou em boletim divulgado nesta terça-feira (6) que a taxa de de letalidade entre os infectados pela Covid-19 aumentou de de 3,3% para 4,2% em março. Este indicador se encontrava em torno de 2,0% no final de 2020.

A taxa de letalidade se refere à quantidade de pessoas que morreram por uma doença em relação à quantidade de infectados por ela. É diferente do conceito de taxa de mortalidade, que trata da quantidade de pessoas que morreram por uma doença em relação à população total de um lugar.

  • Brasil bate marca de 4 mil mortes por Covid registradas em um dia pela 1ª vez

“Pode ser consequência da falta de capacidade de se diagnosticar correta e oportunamente os casos graves, somado à sobrecarga dos hospitais, num processo que vem sendo apontado como o colapso do sistema de saúde, não somente de hospitais”, aponta a Fiocruz.

No final de março o Brasil superou a marca de 3 mil mortes diárias no Brasil em decorrência da Covid-19, um recorde no registro de óbitos desde o início da pandemia.

Nesta terça, o Brasil registrou 4.211 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas, batendo pela primeira vez a marca de 4 mil mortes registradas em um só dia e totalizando 337.364 vítimas.

Para o mês de abril, a Fiocruz alerta que a pandemia pode permanecer em níveis críticos devido a alta taxa de transmissão do vírus.

“Coerência e convergência são fundamentais neste momento de crise para que as medidas de bloqueio sejam efetivamente adotadas de forma a sair do estado de colapso de saúde e progredir para uma etapa de medidas de mitigação da pandemia, diminuindo o número de mortes, casos e taxas de transmissão e efetivamente salvando vidas”, aponta a Fiocruz.

2 de 3 Incidência de óbitos por Covid-19 no Brasil — Foto: Observatório Covid−19 | Fiocruz

Incidência de óbitos por Covid-19 no Brasil — Foto: Observatório Covid−19 | Fiocruz

O vírus continua se movimentando de forma intensa no país, apesar das medidas de restrição de mobilidade e atividades econômicas adotadas por alguns municípios e governos estaduais.

Segundo o boletim da Fiocruz, 19 estados e o Distrito Federal encontram-se com taxas de ocupação de leitos de UTI Covid-19 para adultos no Sistema Único de Saúde (SUS) superiores a 90%. Mato Grosso do Sul atingiu taxa de ocupação de 106% e Santa Catarina e Distrito Federal atingiram 99%.

Outros quatro estados apresentam taxas de ocupação entre 80% e 89%: no Norte, Pará (87%); e no Nordeste, Maranhão (80%), Alagoas (89%) e Bahia (85%). Taxas inferiores a 80% registram-se somente no Amazonas (75%), em Roraima (49%) e na Paraíba (77%).

3 de 3 Taxa de ocupação dos leitos de UTI Covid-19 para adultos em Março de 2021 — Foto: Observatório Covid−19 | Fiocruz

Taxa de ocupação dos leitos de UTI Covid-19 para adultos em Março de 2021 — Foto: Observatório Covid−19 | Fiocruz

Veja mais VÍDEOS sobre Covid-19


Fonte: G1 – Editoria Ciência e Saúde

Portal G1

Portal de Notícias da Globo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo