Política

Em relatório, servidor da Anvisa relatará dificuldades para ter acesso a jogadores da Argentina

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) finalizará nesta segunda-feira (6) um relatório no qual detalhará todas as barreiras encontradas e os atrasos impostos para que o servidor do órgão tivesse acesso aos jogadores da Argentina neste domingo (5).

O jogo entre Brasil e Argentina pelas eliminatórias da Copa do Mundo de 2022, em São Paulo, foi suspenso após a Anvisa ter informado que houve quebra de protocolos sanitários por parte de quatro jogadores argentinos.

Segundo fontes ouvidas pela GloboNews, no documento que será finalizado nesta segunda, o servidor relatará que ficou impressionado com as dificuldades impostas para fazer valer as regras sanitárias.

Jogo entre Brasil e Argentina é suspenso por jogadores argentinos não cumprirem lei sanitária

Fontes ligadas à apuração também informaram que toda a equipe técnica da Anvisa entende que os jogadores atuaram de forma planejada e “meticulosa”, conscientes do erro e de seus riscos.

Conforme a Anvisa, Emiliano Martínez, Buendía, Cristian Romero e Giovani Lo Celso descumpriram a regra de quarentena imposta a estrangeiros que entram no Brasil vindos da Inglaterra.

O documento da Anvisa informará o passo a passo das cobranças da agência e das dificuldades colocadas, que impediram ao órgão ter acesso ao jogadores com antecedência.

A partida chegou a ser iniciada, mas foi suspensa cerca de 5 minutos depois.

Segundo fontes da apuração, a “cena deplorável da retirada dos jogadores” poderia ter sido evitada se tivessem permitido que a Anvisa cumprisse o trabalho e fizesse valer as regras sanitárias da pandemia.


Fonte: G1 – Política

Portal G1

Portal de Notícias da Globo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo