Região

Vídeo mostra suspeito abandonando carro de motorista de app após matá-la

Entretanto, segundo familiares de Margarete Nascimento, de 49 anos, não foi possível identificar o homem pelas imagens da câmera de segurança

Imagens de uma câmera de segurança da avenida Delfino Francisco Xavier, no bairro Vale do Jatobá, no Barreiro, em Belo Horizonte, flagrou o momento em que o suspeito de assassinar a motorista de aplicativos Margarete Nascimento, de 49 anos, abandona o veículo instante após cometer o crime, na noite do último domingo (10). O corpo da vítima foi localizado na segunda-feira (11), na Serra do Rola Moça, em Ibirité, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. 

Na imagens, que aparece com data e horário, é possível ver o suspeito estacionando o carro pouco antes das 22h20. Após apagar os faróis, ele tranca o veículo e sai andando tranquilamente. Diversas pessoas passam pelo veículo, sem suspeitar que o motorista seria o assassino. Confira o vídeo:

Margarete foi velada na manhã desta quarta-feira (13) em Ibirité. No local, familiares conversaram com a reportagem de O TEMPO e contaram que tiveram acesso ao vídeo, mas que não foi possível reconhecer a pessoa que aparece na filmagem. Além disso, o rastreador do veículo que a mulher trabalhava ajudou a família da vítima a entender os seus últimos passos.

“Com essa imagem mais o rastreador, já sabemos que ele rodou com ela desde a primeira viagem. Vimos que ele parou 30 minutos, depois ele parou mais dois minutos e abandonou o corpo dela na ribanceira. Depois do acontecido, ele ainda rodou e usou o carro até às 22h34. Com certeza ela conhecia ele, porque senão ela não teria rodado”, contou uma das filhas da vítima, a atendente Zilmara Nascimento, de 31 anos.

Família suspeita que autor era conhecido

Ainda segundo os parentes, eles suspeitam que alguém conhecido tenha cometido o crime, informaçãoque já foi passada por eles para a polícia.

“Temos suspeitas que quem cometeu esse crime bárbaro contra a minha mãe. Já passamos para a polícia, mas não podemos falar sobre essa suspeita porque ainda está sendo investigado”, disse Zilmara. “Estamos todos sem chão. Não temos muito o que fazer. A única coisa que estamos pedindo é justiça. Uma mulher maravilhosa que cuidava sozinha da família foi morta. Minha mãe era a melhor mãe do mundo”, completou.

Leia também: “Minha mãe era tudo para nós”, diz filha de motorista de app




Fonte: Fonte: Jornal O Tempo

Jornal O Tempo

No mercado nacional de jornais impressos desde 1996, diariamente o jornal O TEMPO apresenta Minas, o Brasil e o mundo em uma cobertura de forte compromisso No mercado nacional de jornais impressos desde 1996, diariamente o jornal O TEMPO apresenta Minas, o Brasil e o mundo em uma cobertura de forte compromisso com o interesse do leitor. O periódico é composto por editorias que percorrem os diversos fatos do cotidiano da população, além de um conjunto de cadernos voltados para segmentos como turismo, automóveis, emprego e moda. Esse canal é feito para entrar em contato com você. Conecte-se a gente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo