Região

Calorão em BH: médico explica o que ocorre no corpo e como se cuidar no calor

Umidificador deve ser utilizado com moderação e cerveja gelada pode piorar desidratação

Se depender da previsão do tempo para Belo Horizonte, os próximos não serão confortáveis para quem sofre com moleza, nariz seco e dor de cabeça no calorão. Com possibilidade mínima de chuvas isoladas no final de semana, os termômetros podem subir ainda mais e a umidade do ar, despencar, até a próxima quarta-feira (14).

O pneumologista pediátrico  do Hospital Vila da Serra Cássio Ibiapina explica o que acontece no corpo com o tempo seco e quente e como se cuidar neste momento. 

Por que calor e tempo seco dificultam a respiração

O impacto do tempo seco e quente sobre o sistema respiratório vai do nariz ao pulmão, detalha o médico Cássio Ibiapina. “Nosso sistema tem cílios, estruturas microscópicas que funcionam como vassouras. Ressecados, eles não funcionam bem e respiramos mais a poluição e a poeira”, pontua.

As queimadas pioram ainda mais a situação — e o cenário não é favorável em Minas Gerais, que teve pelo menos quatro focos de incêndio a cada hora só nos primeiros oito dias do último mês, segundo dados do Instituto de Pesquisas Espaciais (Inpe). 

O calor também aumenta naturalmente a temperatura do corpo, por isso a necessidade de aumentar a hidratação. A desidratação pode casuar dor de cabeça, tontura e aumentar a sensação de cansaço no calor. 

Bebidas alcoólicas, em vez de refrescar, podem desidratar

A cervejinha para refrescar pode causar o efeito oposto do desejado e aumentar a desidratação, lembra Ibiapina. “A bebida alcoólica não hidrata, e a chance de passar mal bebendo no calor aumenta nessa época”. Para evitar o transtorno, o ideal é revezar a bebida com água constantemente. 

E, por mais que a vontade de ficar ao ar livre aumente durante o calor, o médico também recomenda que as atividades físicas intensas sejam evitadas nas horas com sol, e que sempre se privilegie a sombra, no calor. Ao mesmo tempo, vale lembrar que, durante a pandemia, locais mais arejados ou abertos são os mais indicados, fora de casa, para privilegiar a ventilação.  

Umidificador deve ser utilizado com moderação

O pneumologista Cássio Ibiapina recomenda que os umidificadores não sejam utilizados todos os dias, e apenas sob orientação médica. “O uso diário do umidificador pode gerar fungo no circuito do aparelho e a pessoa vai demorar algum tempo a perceber isso”, diz. O ideal é não manter o aparelho funcionando durante toda a noite no quarto, por exemplo, mas algumas horas antes do sono. 

Em vez disso, ele recomenda que se coloque uma toalha úmida ou um balde com água no ambiente — lembrando que o balde deve permanecer fora do alcance de crianças pequenas, para evitar acidentes. Não são medidas que aumentem a umidade de forma significativa, ressalta o médico, mas podem servir como paliativos.  

Crianças e idosos demandam mais atenção

Os “extremos etários”, lembra o médico, demandam mais atenção, porque nem sempre irão expressar que desejam mais água — no caso de crianças menores de dois ano e idosos acamados, por exemplo.

“A oferta de líquidos precisa ser aumentada para todos. Para um adulto, ela costuma ser de dois litros diários de água, mas pode ser um pouco mais ou um pouco menos que isso, dependendo do tamanho da pessoa”, pondera o pneumologista.




Fonte: Fonte: Jornal O Tempo

Jornal O Tempo

No mercado nacional de jornais impressos desde 1996, diariamente o jornal O TEMPO apresenta Minas, o Brasil e o mundo em uma cobertura de forte compromisso No mercado nacional de jornais impressos desde 1996, diariamente o jornal O TEMPO apresenta Minas, o Brasil e o mundo em uma cobertura de forte compromisso com o interesse do leitor. O periódico é composto por editorias que percorrem os diversos fatos do cotidiano da população, além de um conjunto de cadernos voltados para segmentos como turismo, automóveis, emprego e moda. Esse canal é feito para entrar em contato com você. Conecte-se a gente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo