Direitos Humanos

Psiquiatras relatam aumento de 90% dos casos agravados pela pandemia

Estamos no Setembro Amarelo, mês de prevenção ao suicídio.

Para Zeina Soares, de 64 anos, a depressão é uma dor da alma.

Estudos apontam que a maioria das mortes por suicídio está associada a um transtorno mental não tratado de forma correta ou identificado e acompanhado.

Com a pandemia de coronavírus a preocupação com a saúde mental aumentou como constata o psicanalista Lenilson Ferreira.

Pesquisa da Associação Brasileira de Psiquiatria com médicos de 23 estados e do Distrito Federal revela que 47,9% dos entrevistados perceberam aumento em seus atendimentos. 89,2% destacaram o agravamento de quadros psiquiátricos em seus pacientes devido à pandemia de covid-19.

A psiquiatra Ana Paula Carvalho cita a quarta onda com a pandemia relacionada a saúde mental e prevista por especialistas americanos. Para ela, o isolamento pode causar sofrimento emocional.

Segundo a Organização Mundial de Saúde, no mundo a cada 40 segundos uma pessoa morre por suicídio e a cada três segundos uma pessoa tenta tirar a própria vida. 90% dos casos podem ser evitados.

Para futuras políticas públicas o Ministério da Saúde realiza um extenso estudo para avaliar transtornos mentais durante a pandemia. Foram colhidos dados socio-demográficos e realizados questionários com a população.

Maria Dilma Teodoro, coordenadora geral de Saúde Mental da pasta revela os dados preliminares

Com a pandemia houve um adoecimento mental também dos profissionais da área de saúde e serviços essenciais que estão na linha de frente de combate à covid-19. O Ministério da Saúde criou um programa pensando neles como conta Maria Dilma Teodoro.

Segundo Leila Heredia do Centro de Valorização da Vida, o número de atendimentos tem se mantido estável mas os temas estão relacionados ao momento.

E como falar com uma pessoa que precisa de ajuda? A dica da psiquiatra Ana Paula Carvalho é se colocar à disposição do outro, para que ele sinta que tem alguém com quem contar.

E se você está passando por um momento difícil pode buscar ajudar em grupos de apoio, nos Centros de Atenção Psicossocial e Unidades Básicas de Saúde, Hospitais e no CVV no 188 ou ainda pela internet.

Com produção de Rosemary Cavalcanti e sonoplastia de Messias Melo. 

 

 

 


Fonte: Fonte: Agência Brasil

Mais

Agência Brasil

Agência pública de notícias vinculada à Empresa Brasil de Comunicação (EBC). Informação, cidadania, educação e cultura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Entrar

Ou com Nome de Usuário

Esqueceu a senha?

Não tem uma conta? Cadastre-se

Esqueceu a senha?

Digite os dados da sua conta e você receberá um link para resetar sua senha.

Seu link para resetar senha está expirado ou é inválido.

Entrar

Política de Privacidade

Adicionar à Coleção

Não Há Coleções

Aqui você vai encontrar todas as coleções que você criou antes.