Natureza

Dois objetos com mais de 10 mil anos são achados dentro do estômago de crocodilo nos EUA

Dois objetos com milhares de anos foram encontrados dentro do estômago de um crocodilo no estado do Mississippi, nos Estados Unidos. A verdadeira identificação dos itens foi revelada por um geólogo.

  • Uma sucuri viva entre 9 milhões de cobras mortas: achado traz esperança para pesquisadora no Pantanal
  • Queimadas mataram 17 milhões de animais vertebrados no Pantanal em 2020, aponta estudo

Os objetos foram encontrados por Shane Smith, proprietário da Red Antler Processing, uma loja de artigos para caça, onde o crocodilo foi levado para ter sua pele e carne processada após ter sido capturado no início de setembro.

Nos Estados Unidos, a caça selvagem é permitida em determinados locais mediante uma licença especial.

No momento da descoberta, Smith não soube identificar o que eram os objetos, mas achou que eram interessantes o bastante para publicar uma foto no Facebook.

“Estamos abrindo alguns crocodilos grandes para ver o que está dentro de seus estômagos. Até agora, todo mundo achou algo legal. O jacaré (…) de hoje, produziu o choque do ano!!”, escreveu na publicação.

2 de 2 Objetos foram encontrados dentro do estômago do crocodilo — Foto: Red Antler Processing | Reprodução

Objetos foram encontrados dentro do estômago do crocodilo — Foto: Red Antler Processing | Reprodução

O geólogo James Starnes, conseguiu identificar os objetos com base em sua pesquisa em artefatos nativos americanos encontrados no Delta do Mississippi, informou a CNN americana.

Segundo ele, trata-se de um prumo, que é um objeto de metal em forma de lágrima de uso desconhecido, e uma “ponta de dardo atlatl”, que pode ser usado como lança ou dardo durante a caça.

O especialista aponta que os nativos americanos que habitaram a região há cerca de 12 mil anos utilizam esse tipo de tecnologia em suas tarefas diárias.

Além dos artefatos, também foram encontrados ossos e escamas de peixes, ossos de pequenos mamíferos, sementes de frutas e até mesmo pequenas rochas.

Os caçadores estimam que o crocodilo tinha entre 80 e 100 anos quando foi abatido.

  • Empresa anuncia US$ 15 milhões para trazer à vida um mamute extinto há 10 mil anos
  • VÍDEO: Onça pintada ataca jacaré no Pantanal

VÍDEO: Tartaruga gigante ataca filhote de andorinha; vídeo evidencia prática da caça


Fonte: G1 – Natureza

Portal G1

Portal de Notícias da Globo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo