Cinema

‘Retrato de uma Jovem em Chamas’ é eleito o Filme do ano na Associação de Críticos do Rio de Janeiro

A tradicional reunião que elege os melhores filmes do ano na ACCRJ, a Associação de Críticos de Cinema do Rio de Janeiro, escolheu Retrato de uma Jovem em Chamas (França), de Céline Sciamma, como o grande vencedor da seleção de 2020.

A reunião ocorreu este ano de forma duplamente inusitada. Uma das mais renomadas instituições da crítica brasileira, a ACCRJ achou por bem se adaptar aos novos tempos em que vivemos devido à pandemia do Coronavírus. Costumeiramente, a votação que ocorre no fim do ano precisou ser adiada para o último sábado, dia 3 de abril; e como a situação não melhorou, aconteceu, de forma inédita, virtualmente – contando com a presença de 15 membros.

Antes que alguns possam se atentar ao fato de que Retrato de uma Jovem em Chamas é na realidade uma produção de 2019, tendo sido exibido pela primeira vez no Festival de Cannes em 19 de maio do ano citado, a obra chegou às salas de nosso país no dia 9 de janeiro de 2020. Fora isso, é preciso ressaltar que este ano as regras da ACCRJ tornaram elegíveis todo e qualquer filme exibido em circuito (e agora, aderindo aos novos tempos, também em streaming) no período de dezembro do ano anterior (2019) até dezembro do ano visado (2020) – portanto, filmes de prestígio recentes, tendo debutado no início de 2021, muito provavelmente poderão ser encontrados na lista do ano que vem.

A jornalista Ana Rodrigues, presidente da Associação, comentou a votação e a importância dos dez longas eleitos. “Num momento em que o cinema foi um alento na pandemia tanto nas salas de modo distanciado, quanto nas plataformas digitais, a votação da ACCRJ reuniu filmes que contemplam temas universais, a diversidade e a autoralidade. Vários gêneros estão representados. O cinema brasileiro, presente com Pacarrete e Babenco – Alguém tem que Ouvir o Coração e Dizer: Parou, foi um dos pontos altos da nossa lista”, afirmou a crítica.

Retrato de uma Jovem em Chamas concorreu à Palma de Ouro em Cannes e no mesmo evento levou os prêmios Queer (destinado a produções LGBTQ+) e de roteiro. O filme também esteve nomeado ao BAFTA (o Oscar britânico), na categoria de produção não falada em inglês, ao Globo de Ouro de obra estrangeira, e se encontra entre os melhores longas de todos os tempos na opinião do grande público no banco de dados IMDB. Confira abaixo a lista completa dos filmes eleitos na ACCRJ.

Retrato de uma Jovem em Chamas (Vencedor)

País: França
Diretora: Céline Sciamma
Sinopse: Numa ilha isolada na região de Brittany, França, no final do século XVIII, uma pintora é obrigada a pintar um retrato de casamento de uma jovem mulher.

Aproveite para assistir:

1917

País: EUA/Reino Unido/Índia/Espanha/Canadá/China
Diretor: Sam Mendes
Sinopse: 6 de abril de 1917. Enquanto um regimento se reúne para guerrear bem no centro do território inimigo, dois soldados são designados a correr contra o tempo e entregar uma mensagem que irá impedir 1.600 homens de caírem diretamente em uma armadilha mortal.

Babenco: Alguém tem que Ouvir o Coração e Dizer Parou

País: Brasil
Diretora: Bárbara Paz
Sinopse: “Eu já vivi a minha morte e agora tudo o que restou foi fazer um filme sobre isso”. Foi o que disse o cineasta Hector Babenco para Bárbara Paz quando ele se deu conta de que não possuía muito tempo restante de vida. Ela aceitou o desafio de cumprir o último desejo de seu falecido parceiro: de ser o principal protagonista de sua própria morte.

Destacamento Blood

País: EUA
Diretor: Spike Lee
Sinopse: Quatro veteranos de guerra afro-americanos batalham contra as forças do homem e da natureza quando retornam ao Vietnã procurando os restos mortais de seu falecido líder de esquadrão e a fortuna em ouro que ele os ajudou a esconder.

Joias Brutas

País: EUA
Diretores: Benny Safdie e Josh Safdie
Sinopse: Com dívidas se amontoando e cobradores furiosos se aproximando, um joalheiro de Nova York cheio de lábia arrisca tudo na esperança de sobressair e se manter vivo.

O Farol

País: Canadá/EUA/Brasil
Diretor: Robert Eggers
Sinopse: Dois faroleiros tentam manter a sanidade enquanto vivem em uma ilha remota e misteriosa da Nova Inglaterra, EUA, na década de 1890.

O Homem Invisível

País: Canadá/Austrália/EUA
Diretor: Leigh Whannell
Sinopse: Quando o ex abusivo de Cecilia tira a própria vida e a deixa sua fortuna, ela suspeita que sua morte tenha sido uma farsa. Enquanto uma série de coincidências se tornam fatais, Cecilia se empenha em provar que ela está sendo assombrada por alguém que ninguém pode ver.

O Som do Silêncio

País: EUA
Diretor: Darius Marder
Sinopse: A vida de um baterista de heavy metal é jogada em queda-livre quando ele começa a perder a audição.

Pacarrete

País: Brasil
Diretor: Allan Deberton
Sinopse: Pacarrete, uma velha e louca dançarina de balé de Russas, interior do Brasil, apenas deseja manter seus sonhos vivos.

Soul

País: EUA
Diretores: Pete Docter e Kemp Powers
Sinopse: Depois de conseguir um trabalho que sempre sonhou, um pianista de jazz de Nova York se encontra preso em um terreno estranho entre a Terra e o além vida.

Não deixe de assistir:

🚨 INSCREVA-SE NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE 🚨http://bit.ly/CinePOP_Inscreva

SE INSCREVA NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE




Fonte: Fonte: Portal R7

Portal R7

Portal de Notícias da Record

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo